27 setembro 2006

Negociar é preciso....


Orlando é um jovem universitário, trabalhador esforçado e honrador dos seus compromissos. Em uma bela manhã de segunda-feira, lá foi Orlando à agencia da Caixa Econômica mais próxima para tirar parte do que seu chefe insiste em chamar de salário, para pagar algumas contas. Operação realizada, Orlando deve seguir pra mais um dia de trabalho. Na saída, um delinquente o aborda afim de pedir a sua parte no rico dinheirinho que Orlando só não ganhou com seu suor porque trabalha em uma empresa com um ótimo serviço de refrigeração.

Delinquente: - Perdeu! Perdeu! Quanto tu tem ae mano?
Orlando: - hã? erhh... (medo!)
Delinquente: - Passa tudo bróu!! Quanto tu tem ae?
Orlando: - Nada... tenho um palm aqui... tá um pouco velho...
Delinquente: - Passa logo pra cá bróu! Deixa de papo! Já é! (frases ditas enquanto o objeto era tomado da mão de Orlando)
Orlando: - Ei, quanto tu pretende faturar nesse palm aí?
Delinquente (pensando): - Bixo, não sei... Acho que tiro umas 50 pila... sei lá...
Orlando: - Então me vende aí.
Delinquente: - Já é!

Transação realizada. Serviço conluído. Orlando, enfim, pôde seguir em frente pra mais um dia normal. Nada como uma boa negociação.

3 comentários:

Helder disse...

Aê cara, até que enfim tu criaste esse blog hein? Espero que traga bastante divertimento para ti e para as pessoas que visitarem.

Guido disse...

É neh... vamos ver se vai dar certo!!! :D
Um pouco de inutilidade pública não faz mal a ninguem... hehehehehhe!!!!!

Silas disse...

hehe ainda bem q ele não pediu o redondo dele. hehehehehe
seh for contar as historias do osa aki vai dar um monte de paginas.